2008-12-30 07:26:00

Amareleja - Maior Central Solar do mundo já entrou em funcionamento

A Acciona Energia anunciou em comunicado de imprensa que a maior central fotovoltaica do mundo, situada na Amareleja, deu ontem início às suas operações, após um investimento total de 261 milhões de euros.Esta central, com uma capacidade instalada de 46 megawatts (MW), vai produzir anualmente um total de 93 milhões de kilowatts/hora (kWh), a electricidade equivalente ao consumo mais de 30 mil famílias, e evitará a emissão de 89.383 toneladas anuais de dióxido de carbono (CO2), informa a empresa espanhola em comunicado.As obras de construção desta unidade foram realizadas em tempo recorde de 13 meses, e a central vai ocupar uma área de 250 hectares e é composta por 2.520 seguidores solares, com mais de 262 módulos.


Comunicado de Imprensa:


ACCIONA Energía arranca com a maior central fotovoltaica do mundo em Portugal, com um investimento total de 261 milhões de euros


-Localizada na Amareleja, concelho de Moura, tem 46 MWp de potência e produzirá anualmente 93 milhões de kWh, o equivalente ao consumo eléctrico de mais de 30 mil lares portugueses.


- Ocupa uma área de 250 hectares e é composta por 2.520 seguidores solares, com 262.080 módulos fotovoltaicos.


- A Central, detida a 100% pela ACCIONA, reforça a liderança mundial da empresa no campo das tecnologias energéticas solares.


A ACCIONA Energía colocou em funcionamento o parque solar fotovoltaico da Amareleja (Moura), o maior em todo o mundo com este tipo de tecnologia, após um tempo recorde de constução de 13 meses. Com 46 MWp de potência, representa um investimento de 261 milhões de euros. A instalação produzirá 93 milhões de kWh, energia suficiente para suprir o consumo de mais de 30 mil lares portugueses, e evitará a emissão de 89.383 toneladas anuais de CO2. Com este projecto, a ACCIONA – Companhia de referência mundial em energias renováveis – reforça a sua liderança internacional em energia solar. Em Espanha, a empresa tem já instalados 68 MW fotovoltaicos e 100 MW termosolares em construção, e é ainda proprietária, nos EUA, da maior estação solar termoeléctrica (64 MW) instalada nos últimos 17 anos.


250 hectares de área


A central solar fotovoltaica de Amareleja pertence na totalidade à ACCIONA, que adquiriu em Janeiro de 2007 as acções da sociedade proprietária dos direitos de instalação (Amper Solar) aos seus accionistas de então: Câmara Municipal de Moura (88%), Comoiprel (2%) e à consultora Renatura Networks.Com (10%). A central ocupa uma área de 250 hectares na freguesia de Amareleja, concelho de Moura, e é constituída por 2.520 seguidores solares “Buskil”, de tecnologia ACCIONA, cada um com 140 m2 de superfície (13 metros de comprimento por 10,8 metros de altura). Cada seguidor solar alberga 104 módulos de silício policristalino, de 170 e 180 Wp de potência, o que significa um total de 262.080 módulos fotovoltaicos no conjunto da central solar. Os seguidores desenvolverão um movimento azimutal de 240º de volta seguindo a parábola do sol, com uma inclinação fixa de 45º. Os seguidores solares azimutais são dispositivos mecânicos que orientam os painéis solares perpendiculares ao sol, desde a alvorada, a leste, até ao poente, a oeste.Os primeiros 3 MW foram instalados em finais de 2007, com ligação provisória em Março de 2008. Durante o ano de 2008 foi feita a instalação do restante campo solar e, paralelamente, a construção da linha de evacuação de electricidade, concluída a semana passada com a ligação da central à rede.


Construída pela ACCIONA Solar


A ACCIONA Solar – filial da ACCIONA Energía - foi a empresa responsável pela construção da central, onde trabalharam em média 150 pessoas, chegando-se a um máximo de cerca de 500 trabalhadores em determinados períodos temporais.


Cumprimento de objectivos em Portugal


A central solar fotovoltaica de Amareleja (Moura) contribuirá para o cumprimento dos objectivos definidos pelo Programa E4 de Eficiência Energética e Energias Renováveis aprovado pelo Governo português, bem como para cumprir com os compromissos assumidos por Portugal quanto à redução da emissão de gases com efeito estufa. No que se refere à questão fotovoltaica, o objectivo português é de 150 MW, contribuindo a Central de Moura com 30% deste valor. A instalação alentejana criará ainda riqueza e postos de trabalho a nível local e será uma referência no desenvolvimento da energia solar.


ACCIONA, líder em energias renováveis, infra-estruturas e serviços.


ACCIONA Energia é líder mundial no sector das energias renováveis. No respeitante a energia eólica, implementou até 30 de Setembro de 2008 um total de 5.577 MW em 200 parques localizados em 14 países, sendo 4.105 MW em parques propriedade da empresa. Para além da actividade em energia solar, o Grupo conta também com três centrais de biomassa – uma delas de 25 MW por combustão de palha – e 59 MW em mini-centrais hidroeléctricas. Produz geradores com tecnologia própria e elabora biodiesel de qualidade homologada.


Pertence ao Grupo ACCIONA, uma das principais companhias espanholas, com actividade em mais de 30 países nos cinco continentes, na área das infra-estruturas, energia, recursos hidráulicos e serviços, com um volume de negócios de 9 353 milhões de euros nos nove primeiros meses de 2008. A ACCIONA tem mais de 35 mil colaboradores e está cotada no índice espanhol IBEX-35.

   
Leia esta e outras notícias na integra, na edição impressa do Jornal A Planície.

 



 
 
Nome:

Email:

Sugestão:

 
Email:

ok