ACOS apresentou contributos para a Visão Estratégica do Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030
Publicado | 2020-08-19 14:18:19
 
A ACOS – Associação de Agricultores do Sul, no âmbito do processo de discussão pública da “Visão Estratégica para o Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030” de António Costa da Silva, apresentou propostas estratégicas nas áreas da floresta, regadio, agropecuária, ambiente e alterações climáticas.
 
Entre as várias propostas destacamos no sector das florestas, em que  a ACOS “reclama a definição de estratégias específicas na área do ecossistema montado que revertam o declínio a ele associado, agravado pelo impacto das alterações climáticas tendo em conta a importância económica, social e ambiental deste ecossistema e a multiplicidade de actividades e produtos daí provenientes.”
Quanto ao regadio, o desenvolvimento e a adesão dos agricultores ao empreendimento de Alqueva tem vindo a demonstrar a necessidade de garantir volumes de água para este fim. Assim, de acordo com a ACOS “seria fundamental contemplar alguns investimentos em mais estruturas de captação/retenção de água, aumento do volume de alguns reservatórios do sistema e abordar a construção de nova/novas barragens para fins ecológicos, designadamente para garantir o caudal do Rio Guadiana. O compromisso dos agricultores é a gestão eficiente da água de rega através da utilização das tecnologias mais avançadas e a sua participação activa enquanto utilizadores-chave deste recurso escasso.”

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda