Possível prospecção de urânio perto do concelho de Moura
Publicado | 2019-07-04 06:41:42
 
O Partido Comunista Português ao tomar conhecimento de um pedido de autorização para a prospecção de uma antiga mina de urânio a céu aberto, na Extremadura Espanhola, questionou o Governo sobre se teve conhecimento desse pedido. O deputado do PCP eleito por Beja, João Dias, adiantou à Planície que “a pesquisa é uma mina a céu aberto que neste momento tem a autorização suspensa. Fica na Extremadura espanhola, numa zona que faz fronteira com os concelhos de Moura, Mourão e Barrancos e que é uma zona classificada para nós ao abrigo de legislação comunitária, com o objectivo de protecção de valores naturais, as espécies e os habitats, em especial as aves, a Zona Especial de Protecção (ZPE) Mourão/Moura/Barrancos e o Sítio Moura/Barrancos no âmbito da Rede Natura 2000.”
 

O parlamentar acrescentou que “a nossa preocupação tem a ver com a exploração a céu aberto, suscita inúmeras preocupações que não devem ser desvalorizadas nem ignoradas, seja sobre eventual contaminação das águas, seja pelo impacto na fauna e na flora nas áreas circundantes. Na área de prospecção, passam afluentes e rios, cujas águas chegam ao Alqueva, água essa que é utilizada tanto para abastecimento humano, para agricultura e pecuária, como são desenvolvidas diversas actividades económicas e turísticas. Portanto eventuais impactos nas águas atingirão directamente o nosso país.”

João Dias sublinhou que “Portugal e Espanha assinaram um Protocolo de actuação entre o Governo da República Portuguesa e o Governo do Reino de Espanha a aplicar às avaliações ambientais de planos, programas e projectos com efeitos transfronteiriços. Respeitando a soberania dos Estados e o princípio de não ingerência, mas considerando que se trata de um projecto com impacto transfronteiriço importa avaliar os impactos transfronteiriços. Questionámos o Governo sobre se tem conhecimento do pedido de prospecção mineira e  que informação tem.”

Recordamos que a autorização de exploração da mina de urânio se encontra actualmente suspensa, no entanto de for dada uma autorização de prospecção, pode voltar à actividade.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
22 20
9 12
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda