Beja é o distrito que apresenta o pior cenário económico
Publicado | 2018-04-12 04:21:55
 
De acordo com a terceira edição do Estudo Nacional de Competitividade Regional, elaborado pela plataforma online Zaask em colaboração com a Universidade Católica Portuguesa, a situação financeira das empresas do distrito de Beja é a pior do país.
 
O valor deste indicador na região é de 2 (numa escala de 1 a 5), enquanto a média nacional se situa nos 2,91.

As perspectivas dos empresários para o ano de 2018 também não são animadoras e pioraram em relação a 2017, colocando o distrito no último lugar a nível nacional, muito abaixo da média nacional que se situa nos 3,27.

Segundo os empreendedores, Beja é o segundo distrito do país onde as receitas das empresas mais diminuíram, apresentando um valor de 2,75, quando a média nacional se fixa em 3,27.

Por outro lado, o acompanhamento do governo local e conhecimento acerca da oferta de programas de formação são dois indicadores que melhoraram substancialmente em comparação com o ano de 2016. 

No que respeita ao aconselhamento na criação de novos negócios, os empresários da região são dos menos optimistas, colocando o distrito em penúltimo lugar e longe da média nacional.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
35 33
20 20
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda