2011-10-27 06:38:00

Ministra da Agricultura defende que vinhos podem ajudar país a sair da crise

A ministra da Agricultura, Assunção Cristas, defendeu ontem que os vinhos "podem contribuir muito" para Portugal sair da crise, afirmando que a manutenção do IVA a 13% é uma medida "fundamental para dar músculo às empresas". Os vinhos, "como todo o sector agrícola, podem contribuir muito para a saída de Portugal da crise", disse a ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, em declarações à Lusa, à margem do evento "Descoberta dos Grandes Vinhos". A governante lembrou que nos últimos dez anos o sector agrícola aumentou as suas exportações em 10%, quase o dobro do crescimento registado em todas as exportações gerais, na ordem dos 5,4%.


Recorde-se que a Rádio Planície tinha ouvido também as opiniões de produtores de vinho da região sobre a manutenção do IVA. Francisco Garcia, proprietário da empresa produtora de vinho, Francisco Nunes Garcia, considera que esta é uma medida menos penalizadora. O responsável afirma que irá manter-se a tendência que já existia, ou seja, o vinho a ser cada vez mais consumido em casa, e menos na restauração, e agora ainda mais devido à passagem do IVA para 23% naquele sector.


Manuel Bio, presidente da direcção da Cooperativa Agrícola da Granja, afirma que esta foi uma decisão acertada. O sector é cada vez mais exportativo, lembrou, pelo que a manutenção do IVA veio ajudar a que os produtores consigam manter as suas condições financeiras estabilizadas.

O sector do vinho escapou às medidas de austeridade do Governo, que decidiu manter o IVA nos 13% nos produtos vinícolas, durante o próximo ano.

   
Leia esta e outras notícias na integra, na edição impressa do Jornal A Planície.

 



 
 
Nome:

Email:

Sugestão:

 
Email:

ok